E se sobrar purê de batatas?

Um das coisas que incomodam é saber que o purê de batatas mais gostoso do fim de semana sobrou…

E agora? Deu um trabalho pra fazer, ficou bem gostoso, todo mundo comeu, mas mesmo assim, sobrou… E vamos ser sinceros: purê de batata é gostoso na hora; mas na geladeira, frio e grudento, ninguém merece!

E agora? Bem, você não precisa jogar fora. Lembe-se de aproveitar bem todo alimento! Afinal de contas, hoje em dia são muitos os que tem pouco… E a crise atual não permite o luxo de jogarmos alimento fora de jeito nenhum.

 

‘Restô-donté’ – reaproveitando o purê de batatas

Assista o vídeo abaixo e veja como o ‘restô-donté’ pode ser mais delicioso do que você imaginava que seria… Waffles de purê de batatas! Essa foi a ideia criativa para reaproveitar o purê de batatas.

Mas antes, conheça um pouco sobre a origem do waffle.

 

A origem do waffle

Os waffles datam da Idade Média. Naquele tempo os membros de uma fraternidade na Bélgica cozinharam um biscoito entre duas placas de ferro fundido ligadas por dobradiças. As placas muitas vezes eram decoradas com brasões de armas ou inscrições religiosas e imagens, e um braço de madeira para segurá-las.

Os membros da fraternidade vendiam-nos nas portas da igrejas aos domingos. Durante a semana, eles vendiam waffles gritando nas ruas de Liége.

Para fazer parte dessa fraternidade era preciso ser capaz de assar mil waffles por dia! Os waffles da Bélgica foram inventados há mais de 600 anos. Foi inventado por um líder religioso de Liége, ao leste da Bélgica. A partir daí a popularidade continuou a crescer e muitas aldeias criaram suas próprias variações de waffle com base na receita do waffle de Liége.

O waffle belga só chegou à América do Norte no ano de 1964, pela primeira vez nos EUA.

Assista o vídeo abaixo e veja como o ‘restô-donté’ pode ser mais delicioso do que você imaginava que seria… Waffles de purê de batatas!!!

E se sobrar purê de batatas?
3.5 (70%) 2 votos

Reply

error: Content is protected !!